Inicio>pt>Notícias>Sabia que a limpeza e higienização de superfícies e de objetos são medidas de proteção importantes para a interrupção da transmissão do SARS-CoV-2

Sabia que a limpeza e higienização de superfícies e de objetos são medidas de proteção importantes para a interrupção da transmissão do SARS-CoV-2

05-06-2020 15:57



SABIA QUE ... A limpeza e higienização de superfícies e de objetos são medidas de proteção importantes para a interrupção da transmissão do SARS-CoV-2 (o vírus causador da COVID-19)?

O Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade de Lisboa ((IHMT) apresentam quais os desinfetantes adequados.
A desinfeção implica o uso de produtos químicos para destruir microorganismos em superfícies. Este processo deve ser combinado com a limpeza de superfícies sujas, pois assim irá reduzir o risco de infeções.

Superfícies Duras
1. Usar sempre luvas, de preferência descartáveis, e garantir boa ventilação do espaço enquanto usa o desinfetante
2. Lave (com água e sabão ou com solução antisséptica de base alcoólica (SABA) contendo pelo menos 60% de álcool) e limpe bem as mãos imediatamente após a remoção das luvas
3. Se a superfície a limpar se encontrar visivelmente suja limpe-a com água e sabão ou outro detergente;
4. De seguida use um desinfetante doméstico, que poderá ser a vulgar lixívia (hipoclorito de sódio) com pelo menos 5% de cloro ativo na forma original ou álcool com uma concentração entre 62-70%;
5. Podem ser ainda utilizados produtos de desinfeção rápida sob a forma de toalhetes humedecidos no desinfetante e fornecidos em dispensador próprio. Deve ser usado um toalhete para cada superfície. Cada toalhete deve ser de imediato descartado para o caixote do lixo comum.
6. Não secar de imediato a superfície desinfetada pois é necessário que esta fique molhada durante alguns minutos até secar ao ar para que a desinfeção seja eficaz.

Limpeza e desinfecção de aparelhos electrónicos:
Para limpar aparelhos eletrónicos (monitor e teclado do computador, tablets, telemóvel e outros) caso não esteja disponível uma orientação do fabricante, considere o uso de toalhetes à base de álcool ou spray contendo pelo menos 70% de álcool de modo a desinfetar as superfícies sensíveis ao toque. Recomenda-se secar bem essas superfícies para evitar a acumulação de líquidos.

Produtos de limpeza que podem ser usados em superfícies e objetos para destruir o coronavírus SARS-CoV-2
• Lixívia (hipoclorito de sódio). A Direção-Geral da Saúde recomenda a utilização de uma solução diluída de lixívia comercial com, pelo menos, 5% de cloro ativo. A solução para desinfetar deve ser diluída para 0.05%, ou seja, 1 medida de lixívia com 99 medidas de água, caso se pretenda desinfetar uma superfície de uso comum.
Antes de aplicar lixívia diluída, limpe a superfície com água e detergente. Aplique esta solução e aguarde, no mínimo, 10 minutos antes de enxaguar e deixe secar ao ar, assegurando uma boa ventilação do espaço. Esta solução pode corroer o metal com o tempo.
• Álcool etílico. As soluções alcoólicas com cerca de 70% (60-80%) são as mais eficazes para inativar coronavírus em superfícies rígidas.
Primeiro, limpe a superfície com água e detergente e enxagúe. Depois use um toalhete ou um pano humedecido na solução alcoólica e deixe-o atuar na superfície durante pelo menos 30 segundos para garantir a desinfeção da superfície.
O álcool é seguro para todas as superfícies, mas pode fazer perder a cor de alguns plásticos.

• Água oxigenada ou peróxido de hidrogénio. Esta solução é eficaz na destruição de coronavírus.
A água-oxigenada comercial que normalmente existe em casa (3% ou 10 volumes) necessita de ser diluída para ser utilizada numa concentração igual a 0.5%
• Despeje água-oxigenada diluída (0.5% peróxido de hidrogénio) num aspersor e pulverize a superfície a limpar.
• Deixe repousar durante pelo menos um minuto.
• Esta solução não é corrosiva. Pode usar em superfícies metálicas.
• É o ideal para entrar em ranhuras de difícil acesso.
• Pode espalhar sobre a área e não precisa de limpar.
• A água-oxigenada decompõe-se em oxigénio e água.

NOTA:  apesar de haver muita informação de que o vinagre seja eficaz na desinfeção de superfícies e na destruição de coronavírus, não existem evidências científicas para tal, pelo que não devemos usar o vinagre com a finalidade de desinfetar superfícies.

Autoria: Documento elaborado pelos seguintes membros da Comissão de Saúde Ocupacional, Biossegurança e Qualidade (CoSOBQ) do IHMT/NOVA: Cláudia Conceição; Dinora Lopes; Jorge Ramos; José Manuel Cristóvão; Maria Luísa Vieira; Marta Pingarilho; Pedro Ferreira; Ricardo Parreira.

Pode ser consultado na íntegra através de https://www.ihmt.unl.pt/covid-19-quais-os-desinfetantes-adequados

Etiquetas: Sabia Que2020

Voltar à página de Notícias